AVISO

PARA BAIXAR OS LIVROS CLIQUE NA CAPA

sábado, 28 de fevereiro de 2015

LIVRO 4 VERSÃO GREY






"Quanto lhe devo?" Pergunto com minha fala arrastada. Eu olho para a conta, mas os números parecem ir embora e mudam de tamanho para minha visão embaçada. Eu não consigo ver uma maldita coisa. Ambos os garçons que parecem notavelmente como gêmeos um do outro, estendem suas mãos para a conta. Um deles finalmente consegue agarrá-la para conferir o valor para mim. "São 183 dólares, senhor." Eu pego o dinheiro e jogo-o sobre a mesa. "Dois para a conta, e um para cada um de vocês. Gorrjeetaa," eu gaguejo. Minha mente não consegue fazer contas agora. "Cada um de nós, senhor?" "Sim, para você, e você..." eu digo apontando para cada garçom. Ambos sorriem com sorrisos idênticos. "Obrigado, senhor. Agradecemos sua generosidade. " Eu me levanto em meus pés, mas eu sinto o chão me chamando. Eu seguro na mesa para me equilibrar, em seguida, me encaminho até a porta. O ar fresco me bate no rosto assim que eu piso do lado de fora e por um momento me sinto um pouco mais estável. Agora, qual é a direção da minha casa? Eu olho em volta. "Ei, cara! Você tem um cigarro?" Pergunta um outro colega bêbado. Eu apalpo meu peito com minhas mãos. "Não, acabaram.” "Obrigado da mesma forma,” diz ele com seu hálito cheirando a cerveja barata. Ele saúda-me com o indicador e o dedo do meio e vai embora com passos vacilantes. Acho que posso ir para casa se eu puder apenas chegar a cada poste de luz sem cair. Sim, isso parece ser um bom objetivo para mim. Agora, eu tento ir para o próximo poste de luz que parece estar a mais de 30 metros de distância. Eu poderei ter de usar os bancos do parque e as paredes dos edifícios para chegar lá. Mudança de objetivos: chegar até a próxima parede do edifício e depois ao poste de luz. Anastasia está grávida. Eu a engravidei. Merda! Isso significa que eu não vou conseguir fazer sexo com ela. Maldição! Eu ainda não recebi o prêmio. Não esqueci!


Nenhum comentário:

Postar um comentário